“DARK WINE” – O NOVO VINHO DA MODA ?

“DARK WINE” – O NOVO VINHO DA MODA ?

Se tentar enumerar todas os tipos de vinho que pode encontrar, provavelmente tinto e branco são os primeiros que lhe vêm à cabeça. Rosé também será facilmente reconhecido ou verde (cujo nome não tem a ver com a cor mas sim com o ponto de maturação das uvas quando são colhidas). Já se conseguir nomear o vinho laranja ou azul é certamente porque é um acompanhante regular do que se passa no mundo vitivinícola. E do “dark wine” já ouviu falar? Se não ouviu não se preocupe: o termo é muito recente. 

 

Ao contrário do vinho azul – que obtém essa cor através da antocianina, um pigmento encontrado nas peles das uvas e da indigotina, um corante extraído das plantas – o “dark wine”  não contém quaisquer corantes alimentares.  

 

Este vinho não é mais que um vinho tinto muito escuro (quase completamente negro), sendo normalmente um monovarietal feito a partir da casta Saperavi (originária da Georgia) de elevada extração. O “dark wine” tem diferentes perfis – desde os mais leves aos encorpados e dos ácidos aos doces - mas uma característica comum é o sabor a frutos pretos, como as amoras, existindo algum paralelismo com o Shyrah. 

 

Os monovarietais Saperavi são bastante conhecidos e consumidos na Georgia (onde são denominados como “shavi”, isto é, “negro”) e a sua produção tem-se começado a espalhar internacionalmente, nomeadamente através de alguns produtores americanos e australianos.

 

Num vídeo para o Washington Post, a jornalista Maura Judkis (que escreve no jornal americano sobre cultura, comida e artes) prova alguns vinhos e dá-lhe a conhecer a sua opinião sobre os mesmos. 

  

“And now black wine is on the upswing, which some wine writers credit to Instagram. It’s a counterpoint to the super-girly fetishization of rosé and the lifestyle that accompanies it rosé bachelorette parties, rosé-themed patios, and even a playlist called roséwave. Data released by Nielsen indicates that rosé has been one of the fastest-growing segments of the market for two years running. 

But maybe #roséallday belongs to an earlier, more optimistic era. Maybe now, since we are in the darkest timeline, is the perfect time for black wine — a dark wine for thinking dark thoughts. Look deep into your glass and youll feel like youre staring into the abyss. 

Comente este artigo

* Nome:
* E-mail: (Não Publicado)
   Website: (Url do site com http://)
* Comentário: