Preço reduzido!

TRILOGIA ANSELMO MENDES

Anselmo Mendes nasceu e cresceu em Monção e foi aí que se familiarizou com a cultura da vinha e a produção do vinho. A casta Alvarinho e os seus vinhos verdes, produzidos em Monção, entraram desde logo na sua vida, de tal maneira que hoje Anselmo Mendes e a imagem de excepcional qualidade dos Alvarinho de Monção se confundem.
Ler mais


44,00€

-10.2%

49,00€

Conteúdo da Selecção

Clientes que compraram este produto também compraram:

Outros Vinhos que Recomendamos para si

  • 23,00€                Tinto   |    Portugal
    0 Avaliação(s)

    Foi na sua Quinta de Reis que o médico obstetra Jorge Reis, ex-director do Hospital de Viseu, resolveu depois da sua reforma “continuar a fazer nascer alguma coisa”.

    Em stock
  • 4,20€                Branco   |    Portugal
    0 Avaliação(s)

    Com uma área total de 2.800 ha, a Quinta da Alorna nasceu em 1723 e o seu nome deveu-se ao facto do seu proprietário Senhor D. Pedro de Almeida ter liderado a conquista da praça-forte de Alorna, na India. É uma das mais importantes empresas na região do Tejo, exportando mais de 50% da sua produção.

    Em stock
  • 3,90€                Branco   |    Portugal
    0 Avaliação(s)

    Esta empresa iniciou a sua actividade vitícola em 1920, tendo sido durante muitos anos um dos principais fornecedores de uva da José Maria da Fonseca. A casa Ermelinda Freitas iniciou a sua produção de vinhos engarrafados em 1997, com o lançamento de Terrasdo Pó, pela mão do enólogo Jaime Quendera e Ermelinda Freitas.

    Em stock

DESCRIÇÃO

Anselmo Mendes nasceu e cresceu em Monção e foi aí que se familiarizou com a cultura da vinha e a produção do vinho. A casta Alvarinho e os seus vinhos verdes, produzidos em Monção, entraram desde logo na sua vida, de tal maneira que hoje Anselmo Mendes e a imagem de excepcional qualidade dos Alvarinho de Monção se confundem.
 
Podemos dizer sem receio que é o enólogo que mais influenciou a expressão desta casta, a nível mundial, realçando-lhe o seu potencial máximo como a expressão do melhor que se produz em Portugal, no mundo dos vinhos.
 
Dos vinhos verdes ao Alentejo, passando pelo Douro e pelo Dão, pelos Açores, Brasil e Argentina, Anselmo Mendes tem feito o seu percurso como enólogo, cultivando uma paixão em cada região, conhecendo o terroir de cada terra e procurando extraí-lo no seu melhor em cada vinho.
 
Vimos nesta trilogia mostrar algumas facetas menos conhecidas do trabalho que Anselmo Mendes tem vindo a desenvolver noutras regiões, com a sua habitual mestria. Vinhos com uma singularidade e um perfil únicos, cheios de carácter e originalidade, entre o Douro, o Dão e a Beira. Três diferentes dimensões em Anselmo Mendes, excepcionalmente bem trabalhadas em termos de enologia.

Avaliações

Escrever um comentário