O FUGITIVO - VINHAS CENTENÁRIAS 2013

 Vinho Premiado:  RV 18 pts

A casa da Passarela, ou “Villa Oliveira”, foi erguida por Amândio Oliveira, regressado do Brasil no Século XIX, há cerca de 125 anos. Durante a segunda guerra mundial, um enólogo francês refugiado da guerra, a quem as gentes deram o nome de “fugitivo”, encontrou ali um refúgio de paz. 
Ler mais

Aviso: Este produto está prestes a esgotar!


19,90€

FICHA TÉCNICA

Região Dão
Tipo Tinto
País Portugal
Produtor Nieport
Castas Ampla gama de castas autóctones, Baga, Touriga Nacional, Alvarelhão, Tinta Pinheira, Jean, Alfrocheiro, Tinta Carvalha, etc.
Enólogo Paulo Nunes
Teor Alcoólico 13%
Ano 2013
Capacidade 750 ml
Vinificação Tradicional em lagar
Estágio 1 ano em barrica de 600Lt e 2 anos em garrafa.
Visual Aberto de cor.
Nariz Fruta vermelha e vegetal.
Boca De boca elegante, delicada e grande complexidade.
Prémios RV 18 pts
Combinações Pratos de peixes gordos e carnes brancas.

Clientes que compraram este produto também compraram:

Outros Vinhos que Recomendamos para si

  • 3,99€                Branco   |    Portugal
    0 Avaliação(s)

    A família Mascarenhas Fiuza é actualmente proprietária de quatro quintas, na região do Ribatejo, com uma área de vinha de cerca de 120 ha. Os seus terrenos agrícolas, predominantemente argilo-calcários e arenosos, oferecem excelentes condições edafoclimáticas para a produção de vinhos brancos, plenos de fruta e acidez.

    Quantidade
    Em stock
  • 4,20€                Branco   |    Portugal
    0 Avaliação(s)

    Com uma área total de 2.800 ha, a Quinta da Alorna nasceu em 1723 e o seu nome deveu-se ao facto do seu proprietário Senhor D. Pedro de Almeida ter liderado a conquista da praça-forte de Alorna, na India. É uma das mais importantes empresas na região do Tejo, exportando mais de 50% da sua produção.

    Quantidade
    Em stock
  • 3,90€                Branco   |    Portugal
    0 Avaliação(s)

    Esta empresa iniciou a sua actividade vitícola em 1920, tendo sido durante muitos anos um dos principais fornecedores de uva da José Maria da Fonseca. A casa Ermelinda Freitas iniciou a sua produção de vinhos engarrafados em 1997, com o lançamento de Terrasdo Pó, pela mão do enólogo Jaime Quendera e Ermelinda Freitas.

    Quantidade
    Em stock

DESCRIÇÃO

A casa da Passarela, ou “Villa Oliveira”, foi erguida por Amândio Oliveira, regressado do Brasil no Século XIX, há cerca de 125 anos. Durante a segunda guerra mundial, um enólogo francês refugiado da guerra, a quem as gentes deram o nome de “fugitivo”, encontrou ali um refúgio de paz. Como recompensa pelo acolhimento que teve, como refugiado na “Villa Oliveira”, o fugitivo fez ali um vinho, que deixou associado à memória do local, pela sua a arte, técnicas e práticas de enologia, que ainda hoje são por ali seguidas e transmitidas.
As vinhas centenárias nascem em solos pobres graníticos, a uma elevada altitude, com um encepamento onde se encontra uma ampla gama de castas autóctones (a Baga, Touriga Nacional, Alvarelhão, Tinta Pinheira, Jaen, Alfrocheiro, Tinta Carvalha, entre outras).
 
Vinificado com recurso a técnicas tradicionais, com pisa a pé em lagar, seguido de estágio de 1 ano em barricas de 600 litros e 2 anos em garrafa, este Fugitivo Vinhas centenárias 2012 é um vinho de grande complexidade, com a expressiva elegância dos grandes vinhos do Dão e um grande potencial de evolução em garrafa.
O seu aroma a frutos vermelhos, apresentando-se com delicadeza, expande-se subtil e franco na boca, com taninos finos e uma excelente acidez, persistência e profundidade, É um Dão tradicional e cheio de carácter, numa abordagem nova e marcante, pelo enólogo cheio de talento Paulo Nunes.
Acompanha bem pratos de peixes gordos e carnes brancas.

Avaliações

Escrever um comentário