VINHO DE MISSA NATURAL E HÓSTIAS COM GLÚTEN.

VINHO DE MISSA  NATURAL E HÓSTIAS COM GLÚTEN.
A Santa Sé manifestou estar muito preocupada com a adulteração cada vez mais frequente daquilo que se deveria considerar verdadeiramente vinho ou pão e que frenquentemente, sobretudo nos supermercados e hipermercados, não corresponde a esta definição.

A pedido do Papa Francisco, a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos relembrou  assim (em comunicado) os Bispos Diocesanos que lhes cabe, acima de tudo, providenciar “tudo o que é necessário para a celebração do Sacramento da Ceia do Senhor, nomeadamente assegurando-se que o vinho deverá preferencialmente ser "natural e que as hóstias sem glúten, entre outros ingredientes, deveriam ser evitadas."

"O vinho que é usado na mais sagrada celebração do sacrifício eucarístico deve ser natural, do fruto da uva, puro e incorrupto, não misturado com outras substâncias. Deve-se ter grande cuidado para que o vinho destinado à celebração da Eucaristia seja bem conservado e não tenha sido adulterado. “ – refere o comunicado.

Segundo esta “Letter to Bishops on the bread and wine for the Eucharist”, é totalmente “proibido usar vinho de autenticidade ou proveniência duvidosa, pois a Igreja exige certeza sobre as condições necessárias para a validade dos sacramentos. Muito menos são admitidas outras bebidas de outro tipo, seja por que motivo, uma vez que não constituem matéria válida ".

E quanto às hóstias, a missiva prossegue: "a hóstia, que é usada na celebração do sacrifício eucarístico mais sagrado, deve ser sem fermento, puramente de trigo e feita há pouco tempo, para que não haja perigo da sua deterioração.“

Assim, as hóstias feitas “ de outras substâncias, mesmo que seja com trigo, ainda que esse trigo tenha sido misturado com outra substâncias diferentes, de tal forma que não possam ser consideradas como totalmente feitas à base de trigo, não serão válidas para consagrar o Sacrifício e o sacramento eucarístico. É um grave abuso introduzir outras substâncias, como frutas, açúcar ou mel, no pão para confeccionar a Eucaristia (…)”


Saiba mais em: Vatican Radio

Comente este artigo

* Nome:
* E-mail: (Não Publicado)
   Website: (Url do site com http://)
* Comentário: