QUANTO MAIOR O COPO, MAIOR O CONSUMO?

QUANTO MAIOR O COPO, MAIOR O CONSUMO?
Pode parecer estranho mas esta questão tem dado que falar e o consenso está longe de ser alcançado: o tamanho do copo onde se serve o vinho pode influenciar o consumo? Alguns acreditam que sim, outros nem tanto. 
 
Pelo menos é o que se sugere num estudo publicado recentemente, na BMC Public Health: quando a mesma quantidade de vinho é servida num copo maior, em vez de num mais pequeno, o consumo aumenta quase em 10%.  
 
A explicação para este fenómeno? Uma das hipóteses sugeridas recentemente, noutro estudo, é de que o tamanho do copo influencia a quantidade de vinho que as pessoas acham que estão a beber, ou seja, quando a mesma quantidade de vinho é servida, num copo maior, as pessoas têm a percepção de que esse copo leva uma quantidade menor do que aquela que é servida num copo mais pequeno – o motivo é simples: o copo mais pequeno está obviamente mais cheio – e daí a percepção de se beber mais.  
 
A ser verdade, tal poderá provocar alterações no comportamento do consumidor. Ainda que estas estejam ainda a ser estudadas, encorajar o consumidor a beber mais rapidamente, originando uma menor satisfação com a quantidade servida, ou por outro lado aumentar o prazer associado ao acto de beber um copo de vinho são algumas das alterações possíveis. 
 
Apenas se verificou em bebidas não alcoólicas.
  
Um outro estudo publicado no passado dia 12 de Junho, na cochrane.org chegou no entanto a resultados distintos, apenas se verificando um aumento do consumo em bebidas não alcoólicas. 
 
Neste estudo, escolheram-se aleatoriamente várias estudantes universitárias para provarem a mesma quantidade de vinho (175ml), em dois copos com tamanhos diferentes, mas com o mesmo design: um com 370ml de capacidade máxima e outro com 250ml.  
 
A experiência foi filmada de forma a que posteriormente se analisasse os “micro-hábitos” de consumo das participantes (isto é a velocidade de consumo, o número e a duração dos goles). Foi também avaliado o grau de satisfação e de prazer relatados por cada participante. 
 
Segundo os investigadores, não há qualquer evidência que consumir vinho de um copo maior, em comparação com um mais pequeno, altere os hábitos de consumo e o grau de satisfação ou apreciação do vinho. Por outro lado, ainda que o tamanho do copo de vinho seja irrelevante, de acordo com os mesmos investigadores, é a velocidade a que se bebe que mais influencia o nosso desejo de beber. 
 
Aprofundar e investigar. 
 
Os resultados dos vários estudos estão portanto longe de ser unânimes e é necessário continuar as investigações para determinar se, de facto, o tamanho do copo tem alguma influência no consumo. Se tal for verdade, comunicar o consumo de álcool em copos maiores poderá ser contraproducente, face aos avisos que alertam para um consumo de bebidas alcoólicas responsável e moderado. 
 
Recorde-se que o consumo excessivo de álcool está associado a um elevado risco de se desenvolverem vários tipos de problemas de saúde.

Comente este artigo

* Nome:
* E-mail: (Não Publicado)
   Website: (Url do site com http://)
* Comentário: